quarta-feira, 21 de julho de 2010

Réveillon 2009~2010

Tem festas que começamos sóbrios, pegando meninas bonitas e bebendo Black & White. Porém, festas que começam assim podem terminar com uma pessoa realmente embriagada, bebendo Nova Schin quente e no dia seguinte com uma foto circulando no Orkut com você no fundo pegando uma tremenda Maria Fogueteira que provavelmente tem nome de algo como Jennhypher.

Mas uma festa que aconteça o que acontecer, no outro dia tudo será diferente e a ressaca é uma dita ilusão de que nada aconteceu, é a festa da virada do ano! Ano novo, vida nova, o que aconteceu ontem era passado, hoje é o futuro! É de praxe alguém queimar a largada e ficar logo bêbado, gente fazer discursos chatos e demorados. Mas é algo normal. Tão normal quanto aquele Zé Graça no dia seguinte: "Nossa, há quanto tempo! Última vez que te vi foi ano passado!". Os anos podem passar, mas essa piada nunca morre.

De 2009 para 2010, confesso que foi meu primeiro réveillon fodástico: passei na casa de praia da namorada - na época - do meu primo. Foi a maior turma, ficamos dormindo no alpendre, foi legal até. Não sei se vocês lembram, mas o dia 31 de dezembro foi numa quarta ou numa quinta, logo, foi um dos finais de semana mais prolongados da história.

Em Paracuru, a cidade onde a ex-namorada do meu primo tem a casa de praia, há um "lual", que se resume há vários paredões de som de carro tocando músicas diferentes e competindo para ver quem tem o som mais potente. E teve todos os dias, porém, no último dia, no domingo, pode-se dizer que foi o melhor.

Antes de continuar este relato, preciso avisar que eu tinha comprado um litro de Orloff, mas que bebi apenas dois dedos pois não estava descendo. Eu juro, não é obra da minha imaginação. Eu estava sóbrio.

Enfim, este dia rendeu-me o apelido de Pedro Orloff, mas que não durou uma semana. O fato foi que eu simplesmente comecei a ver uma estrela no céu que piscava muito e se movia rapidamente. Eu juro, ela ia de um lado para outro. Não me perguntem o que era, mas era muito esquisito. Até tiraram uma foto minha olhando para a tal estrela (sou o de laranja)...




Enfim, eu não estava melado e não havia usado nenhum tipo de droga alucinógena. Mas também, logo procurei esquecer o que havia visto. Tratei de comprar duas cervejas: uma Brahma Fresh e outra Antárctica. Minha cerveja preferida é Antárctica, mas a Brahma seria a ideal para o que eu pretendia fazer.

Pessoal curte muito fazer isso no carnaval, mas sabe quando você pega uma latinha, agita bem e mete uma chave no fundo, bota direto na boca e o jato bem geladinho desce direto para a goela? Então. Era isso que eu pretendia fazer com a Brahma Fresh, porém, houve um certo detalhe: eu não tinha nenhuma chave.

O jeito foi sair perguntando quem tinha. Ninguém tinha, para falar a verdade, até perguntar para alguém da turma. O cara me arranjou a chave, só que eu acabei furando no lado da lata. O jato de cerveja não veio direto na minha garganta, mas direto no rosto do cara que tinha me emprestado a chave. Coisa que só percebi depois, pois eu estava bastante entretido com a latinha. Eu tinha me abaixado, parecia que eu tava fumando era crack. Lembrava o Smeagol do Senhor dos Anéis, aquela cerveja era a minha preciosa.

Até hoje me pergunto onde está o litro de Orloff que eu comprei, não bebi, e acabou sumindo. Hoje está fazendo falta...

14 comentários:

Charles K. disse...

Não faz meu tipo de blog, gosto de blog com assuntos sociais e interessantes, não curto blog estilo diario, mais pra quem curte ta aí um bom blog

Fabiano disse...

tem coisas q não há como explicar... kkkkkk

duas cervejas podem deixar alguem fora de si... hehehehe

Karla Hack disse...

hehehhe... é um perigo o efeito da bebida!
Mas a festa de virada de ano é bem assim mesmo.. até a meia noite tem tanta esperança.. no segundo seguinte nada mudou!
;D

Keizy Barreiro disse...

Eita vida booaaa
kkkkkkkkkkkk
Bebida é um caso sériooo...e vc pode perder a cabeça por causa dela.

Marcelinha :) disse...

Aceite pedro,Você estava bêbado.

Art =] disse...

hahah...belo final de ano xD

Luiza Shaddix disse...

uma garota chamada jennypher foi froidz

Elmo Freitas disse...

rsrsrsrs

Meu Reveillon de 2009-2010 tbm foi foda!
Foi na praia de Gaibú em PE, fiquei bebado, caí dentro de um canal, briguei com a minha namorada... enfim!
foi Foda!

Mário Machado disse...

Bom mesmo é uma tequilinha, com cerveja, black label, cachacinha... nessa ordem repetir a gosto.

BLOGUEIRO EXECUTIVO disse...

Que reveilon maluco, hein, essa experiência eu não passo, risos não bebo, mas essa mistureba foi daquelas hein, agora quanto aos pontos turisticos queria ter estado lá...

Bruna disse...

"Porém, festas que começam assim podem terminar com uma pessoa realmente embriagada, bebendo Nova Schin quente e no dia seguinte com uma foto circulando no Orkut com você no fundo pegando uma tremenda Maria Fogueteira que provavelmente tem nome de algo como Jennhypher."
AHUHUAUHAUHAUHAHUAUHAUHAUHAUHAHUAUHAUHAUHAUHAUHHUAHUAUHAHUAUHAUHAUHAHU
muito bom, e viva o álcool (ou não) ASUHAUSHUASH

ers disse...

kkkkkkkkkkkk ri demais da história

Luis Valensi disse...

mto engraçado teu blog!
desculpa a demora pra comentar pois tava lendo tudo aqui!
abs

Yordan Cavalcanti disse...

Porra
que lance muito louco velho