quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Baitolice

Sabe aqueles dias que você acorda se sentindo meio abaitolado? Pois é, aí você vai e escreve meia dúzia de rima e há quem ache bonito. Então pronto, tá aqui uma dessas que fiz hoje na hora da aula. Digaê, sou ou não sou um verdadeiro poeteiro?

_________________________________________________________________

Aguardo-te sem pressa
Sem essa falsa promessa
de ter o céu ou o inferno
Vivendo verão e inverno
Cada dia como último
Cantando cada encontro
Chorando cada desencontro
Sorrindo como menino
A cada momento me sentindo
Clandestino sem destino

2 comentários:

deborahtabosa disse...

era p ter colocado aquele do yan! kkkk

Anônimo disse...

ta uma merda !